Siga o canal do youtube do ogol.com.br
          1xBet
          Biografia
          Biografia Jogadores

          Charles Miller, o pai do futebol brasileiro

          Texto por Guto Ablas
          l0
          E0

          Maior paixão do povo brasileiro, o futebol ainda é um instrumento recente dentro de toda a história do país, com apenas um pouco mais de 120 anos de existência por aqui. Apesar de praticado no mundo em versões arcaicas desde a dinastia Han na China e, de forma moderna desde 1863, na Inglaterra, o esporte bretão só chegou aqui em 1895.

          O responsável por isso foi Charlles Miller, que naquele ano desembarcou no país com duas bolas usadas, um par de chuteiras, um jogo de uniformes e um livro com as regras da modalidade que em curto espaço se tornou febre.

          O filho de imigrantes que foi ganhar o mundo

          Charles William Miller nasceu em 24 de novembro de 1874, perto da São Paulo Railway Company, aonde seu pai, John d´Silva Miller, escocês, trabalhava. Sua mãe era Carlota Antunes Fox, brasileira, mas com ascendência inglesa.

          Aos dez anos, o menino foi enviado por seus pais para realizar seus estudos na Inglaterra e desembarcou em Southhampton. Na cidade, ao sul das ilhas britânicas, Charles conheceu, e se apaixonou, pelo futebol.

          Sua trajetória no esporte começou na Banninster Court School e lá se tornou jogador, árbitro e dirigente. No mesmo ano, passou para uma escola pública em Hampshire, onde também conheceu o rugby, críquete e polo aquático. Nos dez anos que se seguiram, ele aprendeu cada vez mais sobre o esporte, atuou pelos times do Corinthian e St Mary´s Team e decidiu: quando voltar ao Brasil, não deixaria o futebol, e nem o esporte, de lado.

          Volta pra casa e difusão do esporte

          Com os estudos concluídos, voltou em fevereiro de 1894 para assumir uma vaga de trabalho na São Paulo Railway ao lado de seu pai, tornando-se também correspondente da Coroa Britânica no país. Na sua mala, além da paixão, trouxe um par de chuteiras gastas, uniformes velhos, duas bolas usadas, uma bomba de encher bolas e um livro com as regras do futebol.

          E começou a busca pela difusão do esporte. Enquanto ensinava a modalidade para seus companheiros de trabalho, buscou introduzir o rugby, críquete e polo aquático na cultura do povo, mas encontrou resistência e falta de apoio.

          Com a ajuda de alguns empresários, fundou a Associação Paulista de Tênis, inicialmente sediada em Sorocaba. Sua grande vitória esportiva, porém, aconteceria em 1895, quando organizou uma partida amistosa entre os funcionários da sua empresa contra os trabalhadores da Companhia de Gás de São Paulo.

          A bola rolou, o povo gostou

          Em 14 de abril de 1895, a Várzea do Carmo, no Brás, em São Paulo, foi palco da primeira partida de futebol do país. De forma bem organizada, os funcionários da São Paulo Railway, time que contou com Charles Miller, venceu a Companhia de Gás de São Paulo por 4 a 2.

          A partir dali, o futebol foi introduzido na cultura do país e ganhou o público, primeiro dentro dos clubes que passaram a abrir espaço para sua prática por parte dos sócios e depois do povo em geral, que viu naquele esporte uma forma de união e respeito.

          SPAC e o Paulistão

          Com o futebol caindo no gosto do público rapidamente, Charles Miller viu a necessidade de expandir o alcance da modalidade. E para isso, fundou a Liga Paulista de Futebol, a primeira entidade de futebol no país.

          Com a criação da entidade, em 1901, deu-se o início para a criação do primeiro Campeonato Paulista da história. Para garantir sua participação, Charles foi fundamental para criar o departamento de futebol do São Paulo Athletic Club, o SPAC, um clube inicialmente social frequentado por funcionários da São Paulo Railway e que, com o inglês no seu quadro, passou a ser uma entidade esportiva (Miller introduziu rugby e críquete, além do futebol, no clube).

          O primeiro Paulistão teve, além do SPAC, a participação de Mackenzie, Germânia, Internacional de São Paulo e o Clube Atlético Paulistano. O regulamento dizia que todos jogariam contra todos em turno e returno e quem somasse mais pontos seria campeão.

          Com ótima campanha, o SPAC se tornou campeão e Charles Miller o artilheiro. O Campeonato caiu no gosto popular e o time do São Paulo virou uma máquina, vencendo ainda os campeonatos de 1903 e 1904.

          Charles seguiu atuando no futebol até 1911, quando ganhou seu quarto título estadual. Aposentado, se tornou árbitro e dirigente em busca da profissionalização e da popularização do futebol.

          E, apesar de todas as polêmicas e controvérsias que rondam sua história, Charles Miller é considerado o pai do futebol moderno no Brasil, além de ser um dos maiores incentivadores do esporte no país.

          D

          Fotografias(1)

          Charles Miller
          Lista
          Comentários (0)
          Tenha em atenção as Regras de Conduta antes de escrever o seu comentário. Se não as conhece poderá ser uma boa oportunidade para o fazer aqui.
          motivo:
          EAinda não foram registrados comentários…
          Links Relacionados