Siga oGol no Twitter
      bet365
      Retrocesso após recordes?

      WO e desabafo: Protesto do Real Ariquemes expõe dificuldades na elite feminina

      2023/06/13 08:12
      E0

      O ano é de Copa do Mundo para o futebol feminino, que vem colecionando recordes de público e audiência no Brasil e no Mundo nos últimos anos. O cenário, no entanto, segue bem distante da realidade masculina, mesmo na elite. Nesta segunda-feira, as jogadoras do Real Ariquemes se recusaram a jogar contra o Santos, em um WO para protestar por melhores condições no futuro.

      O contexto é fácil de explicar. O Real Ariquemes, promovido para a elite feminina em 2023, acabou rebaixado por antecipação. O máximo que poderia fazer em campo contra o Santos seria ultrapassar o Athletico Paranaense na tabela, mas o Furacão já tinha o descenso também garantido. Com dois meses de salários atrasados, as atletas decidiram protestar contra a situação e não entraram em campo.

      "Nossa briga, e a gente precisa frisar isso, é pela modalidade. Hoje a gente não entrou em campo por não ter o salário, mas para que a gente possa deixar de alguma maneira um ponto positivo para que as novas gerações possam saber que o futebol feminino tem direitos. Não podemos mais brincar com isso", discursou a defensora Gabi Lira, uma das líderes do elenco.

       

       

      Retrocesso em 2023?

      Os atrasos de salários no futebol brasileiro ainda são uma realidade também no futebol masculino. No entanto, a comparação é cruel para as mulheres. Geralmente, quando se fala em falta de pagamentos na elite nacional, o montante costuma ser parcial, relativo a ganhos de imagem, por exemplo, e com salários que facilmente ultrapassam os R$ 100 mil mensais nos grandes clubes. Algo impensável até para as craques do feminino no Brasil.

      O caso do Real Ariquemes, no entanto, pode servir como símbolo de uma temporada problemática depois de avanços contínuos no futebol feminino nacional. A começar pela organização da competição principal do calendário, o Brasileirão, com tabelas divulgadas com atraso e sem explicações.

      Apesar do interesse crescente na modalidade, a CBF teve problemas com as negociações para transmissões de jogos na TV, que costumam ser fundamentais para o orçamento da temporada. Na semana anterior ao início da peleja, sequer se sabia quem iria transmitir as partidas. A Sportv passou a colocar em sua grade dois jogos por rodada, mas muitos jogos acabaram sem espaço na TV, tiveram de optar por transmissões semi-amadoras dos próprios clubes ou até ficaram sem registro em vídeo.

      Outro caso que ganhou espaço na mídia foi o do Ceará. Rebaixado no masculino, a equipe resolveu simplesmente abandonar o futebol feminino, embora os valores representassem cerca de 1% do investimento do clube no ano anterior. Para cumprir com as obrigações federativas, o clube cearense simplesmente escalou jovens atletas, muitas sub-18, para a elite. O resultado foi rebaixamento com apenas um ponto conquistado em todo o campeonato.

      Comentários

      Quer comentar? Basta registrar-se!
      motivo:
      EAinda não foram registrados comentários…
      Links Relacionados

      Copa do Brasil
      Sem facilidade
      O Bahia é mais um clube classificado para as oitavas de final da Copa do Brasil. O Tricolor não teve vida fácil no Heriberto Hülse, viu o Criciúma ter dois gols ...

      ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

      ScPKoHx 23-05-2024, 18:28
      grandejogadoor 23-05-2024, 16:59
      JP_Tricolor 23-05-2024, 16:51
      JP_Tricolor 23-05-2024, 16:50
      lordegarridody- 23-05-2024, 12:08
      ScPKoHx 23-05-2024, 11:41
      lordegarridody- 23-05-2024, 10:40
      lordegarridody- 23-05-2024, 10:36
      ScPKoHx 23-05-2024, 08:24
      ScPKoHx 23-05-2024, 08:21
      ScPKoHx 23-05-2024, 08:14
      JP_Tricolor 23-05-2024, 08:00
      JP_Tricolor 23-05-2024, 07:55
      JP_Tricolor 23-05-2024, 07:53
      JP_Tricolor 23-05-2024, 07:52
      JP_Tricolor 23-05-2024, 07:51