Siga o canal do youtube do ogol.com.br
bet365
Quarta divisão inglesa tem história de filme

MK Dons, o karma e a 'vingança' do AFC Wimbledon em final épico

E0

Londres é considerada a cidade do mundo com mais clubes profissionais de futebol. O Wimbledon F.C foi um deles, até o início do século XXI. Até que uma mudança para Milton Keynes jogou fora a história de uma equipe tradicional. Neste sábado, porém, a comunidade de Wimbledon viveu uma tarde com um doce gosto de vingança. 

O Wimbledon F.C foi fundado ainda em 1889. Foi campeão da Copa da Inglaterra e 1988 e foi um dos fundadores da Premier League, em 1992. Jogou 14 edições da primeira divisão inglesa, a última delas em 2000, ano em que o clube acabou rebaixado para a Championship

Por volta desse período, também, o músico e empresário britânico Pete Winkelman propôs, com o suporte de grandes empresas, uma série de investimentos e empreendimentos em Milton Keynes, que fica a cerca de 80km da capital Londres. Um dos empreendimentos era a construção de um grande estádio, com o projeto para trazer para a cidade um clube de tradição. 

O consórcio comandado por Winkelman sondou as situações de alguns clubes. Luton Town, Wimbledon, Crystal Palace, Barnet, e Queens Park Rangers foram procurados. O Wimbledon foi quem comprou a ideia de se mudar para a cidade.

A nova direção do Wimbledon já havia vendido o estádio, Plough Lane, casa do clube por tantas e tantas décadas. Acabou por vender também o time, que "abandonou" a cidade. 

Na época, a mudança sofreu resistência da Football Association e da Footbal League, mas no fim conseguiu a aprovação. Nos primeiros anos, o Wimbledon jogou a Championship com o mesmo nome e escudo, até se tornar Milton Keynes Dons em 2004. 

Dons, por sinal, era o apelido do Wimbledon F.C. A mudança de cidade do clube foi um soco no estômago da comunidade de Wimbledon, que apoiou a equipe durante mais de um século. 

Ao longo dos anos, o MK Dons, que foi da Championship para a quarta divisão, ficou conhecido por formar bons jovens jogadores, com destaque para Dele Alli, ex-Tottenham e seleção inglesa. 

O recomeço

Revoltados com a mudança do Wimbledon F.C, os antigos fãs do clube resolveram fundar (ou refundar, como preferem) o AFC Wimbledon em 2002, antes mesmo do MK Dons nascer com o novo nome.  Ivor Heller, Kris Stewart, Marc Jones e Trevor Williams foram até a F.A e lançaram o "novo clube", com a alma do antigo. Eles consideram, inclusive, a data de nascimento do AFC Wimbledon como em 1889, e não 2002. O AFC Wimbledon é, segundo os torcedores, a "reencarnação do Wimbledon F.C". 

O recomeço foi difícil: o clube, comandado e gerido pela torcida, foi jogado cinco divisões abaixo da League Two, a quarta divisão. Na Combined Counties League, uma espécie de nona divisão. O time teve que recomeçar atuando em Kingston, região também no sudeste de Londres. 

O AFC Wimbledon levou quase uma década para chegar na League Two, a quarta divisão, primeira divisão profissional inglesa. A classificação veio após uma dramática vitória nos pênaltis contra o Luton Town, que hoje está na Premier League, nos playoffs

O AFC Wimbledon subiu para a League One em 2016, após superar o Plymouth, em Wembley, por 2 a 0 nos playoffs da League Two. Desde então, permaneceu na terceira divisão inglesa até 2022.

Aproveitando o bom momento, e liderado pelo então executivo Erik Samuelson, o AFC Wimbledon recuperou outra parte de sua alma no final da década de 2010. Durante do mandato de Boris Johnson como prefeito de Londres, o clube teve aprovado o projeto de construção do novo Plough Lane, a menos de 200 metros do local onde era o antigo estádio. 

Mais uma vez, a torcida do Wimbledon foi decisiva e, através de uma campanha de crowdfunding (a famosa "vaquinha"), juntou mais de 7 milhões de libras para concluir as obras no estádio. Em 03 de novembro de 2020, o AFC Wimbledon reestreou a sua casa em empate em 2 a 2 contra o Doncaster Rovers

A vingança

Dez anos após a sua fundação, o AFC Wimbledon encontrou pela primeira vez o MK Dons, que havia "roubado" o clube de futebol da comunidade de Wimbledon. A equipe de Milton Keynes venceu por 2 a 1, no estádio MK, e avançou para a terceira eliminatória da F.A Cup. 

As equipes voltariam e se encontrar nos anos seguintes e, a partir de 2016, se encontraram todos os anos menos em 2023. Em 2022, o Wimbledon acabou rebaixado novamente para a quarta divisão. 

No ano seguinte, o "karma" agiu a favor do time de Wimbledon, e o MK Dons acabou também rebaixado. O que fez o duelo voltar a acontecer em 2024, mas na quarta divisão inglesa. 

No jogo do turno, em Milton Keynes, o MK Dons venceu por 3 a 1. Mas neste sábado, a vingança do AFC Wimbledon foi com requintes de crueldade. 

O MK Dons havia tido chances de vencer o jogo, sem aproveitar. Já no último minuto dos acréscimos, após contra-ataque pela canhota, o irlandês Ronan Curtis recebeu na área e bateu de canhota para balançar a rede e explodir o estádio. O time foi todo comemorar com os torcedores, que invadiram o gramado em uma cena épica. Foi o final feliz que a comunidade tanto esperava.

Mesmo na quarta divisão, atrás do algoz MK Dons na luta por um lugar na League One, sem viver os tempos de glória na elite do Wimbledon FC, o AFC Wimbledon manteve viva a alma futebolística de uma comunidade, e escreve, por ela e com ela, uma bonita história de amor. 

Comentários

Quer comentar? Basta registrar-se!
motivo:
EAinda não foram registrados comentários…

Futebol Nacional
Curiosidade
Pai e filho em campo
Romário e Romarinho podem atuar juntos na Segunda Divisão do Campeonato Carioca. Inscrito no BID da CBF, Romário não escondeu o desejo de atuar ao lado do filho. Nem que ...

ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

JP_Tricolor 19-04-2024, 08:05
JP_Tricolor 19-04-2024, 08:04
JP_Tricolor 19-04-2024, 08:03
JP_Tricolor 19-04-2024, 08:01
ScPKoHx 18-04-2024, 18:50
Jorjao123 18-04-2024, 10:23
JP_Tricolor 18-04-2024, 07:49
JP_Tricolor 18-04-2024, 07:47
JP_Tricolor 18-04-2024, 07:46