Siga o instagram do oGol
        bet365
        Sem chance de acesso

        Guarani dobra maior período de um campeão brasileiro longe da Série A

        O Guarani não tem mais chances de acesso para a Série A, em um fim melancólico na segunda divisão após perder para o ABC, lanterna e já rebaixado há quatro rodadas. Matematicamente fora da briga pelo G4, o Bugre vai completar na próxima temporada 14 anos sem disputar a primeira divisão, período que é, de longe, o maior da história para um campeão brasileiro.

        Campeão em 1978, o Guarani esteve pela última vez na elite nacional em 2010, depois de já vir de outro intervalo igualmente ruim e até aquela época o pior do clube, entre 2004 e 2010. No último Brasileirão do time de Campinas, o artilheiro do campeonato foi Jonas, jogador do Grêmio; Neymar estava no Santos, em seu segundo ano como profissional; o Grêmio Barueri também estava na elite; o lendário goleiro argentino Pato Abbondanzieri defendia o Internacional; e o Fluminense ficou com o título.

        O fim do sonho do retorno do Guarani para a Série A neste ano foi ainda mais cruel porque, em dado momento, o clube fazia sua melhor campanha desde o último acesso. O time chegou a ser vice-líder na 28ª rodada, ocupou o G4 até a 31ª, mas vem em uma grande queda desde então, com uma série vigente de sete jogos sem vencer - a pior no momento junto de Londrina (rebaixado) e  Sampaio Corrêa, que está no Z4.

        No domingo (19), caso vencesse, o Guarani chegaria aos 60 pontos e teria um confronto direto pelo acesso contra o Atlético Goianiense. Agora, porém, o clube é o 10º colocado, já não pode ser mais ultrapassado, mas num cenário otimista termina na 8ª posição, melhor do que no ano passado (10ª), pior do que em 2021 (6º).

        Maiores intervalos longe da elite

        Entre os 17 diferentes campeões brasileiros, nunca um clube esteve tanto tempo longe da primeira divisão como este Guarani. O período que será de 14 anos em 2024 já é o dobro do segundo pior intervalo, que pertence ao Bahia - foram sete anos entre 2003 e 2011.

        O Bahia, assim como o Guarani, chegou a cair para a Série C nesse extenso intervalo. No caso do Esquadrão, porém, foram apenas dois anos na terceira divisão, enquanto o Bugre teve, dentro desse período atual, quatro anos na terceira divisão - antes disso, o clube já havia passado dois outros anos na Série C.

        Não é comum que campeões brasileiros passem tanto tempo longe da Série A. Prova disso é que o terceiro maior intervalo pertence ao Sport, que ficou cinco anos fora do Brasileirão entre 2001 e 2007. Depois disso vêm Cruzeiro e Coritiba, ambos com três anos. Intervalos de dois anos são mais comuns. Essa conta considera apenas os maiores intervalos de cada clube. O próprio Guarani já esteve, antes, cinco anos longe da Série A (2004-2010), por exemplo.

        Comentários (0)
        Quer comentar? Basta registrar-se!
        motivo:
        EAinda não foram registrados comentários…
        Links Relacionados
        Equipe
        Competição

        Mercado
        Atacante aguardado no Morumbi
        O atacante André Silva será reforço do São Paulo. O Tricolor superou batalha nos bastidores com o Vasco e acertou a contratação do atacante, que estava no ...

        ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

        LukyMax_Santiago 27-02-2024, 11:34
        Piranho 27-02-2024, 09:01
        LukyMax_Santiago 26-02-2024, 13:10
        ScPKoHx 25-02-2024, 22:30
        fragajr 25-02-2024, 21:55