Siga oGol no facebook
bet365
Histórias do Futebol
Histórias do Futebol

O hat-trick que deu o título alemão ao Rapid Viena em plena ascensão nazista

Texto por Rodrigo de Brum
l0
E0

A bola continuou a rolar mesmo no período da Segunda Guerra Mundial e no auge do nazismo na Alemanha. Grande equipe do país, o Schalke 04 colecionava conquistas até que se viu em uma decisão contra um clube austríaco. É isso mesmo. E o Rapid Viena conquistou uma das grandes viradas da história do futebol diante de 95 mil pessoas, dentre elas milhares de integrantes do Partido Nazista.

Até hoje, a torcida da equipe austríaca comemora o feito em cânticos durante os jogos e exalta o nome de Franz Binder, o responsável pela resposta épica aos Azuis Reais.

A Gauliga

Entre o início dos anos de 1930 até o início dos anos de 1940, a Alemanha colocava em curso um plano capitaneado por Adolf Hitler para a completa dominação da Europa. Um dos países que havia sido anexado pelo ditador era a Áustria.

Assim que o Terceiro Reich foi instaurado, a Alemanha teve seu território "unificado" e o mapa do futebol também passou por uma reestruturação. O Campeonato passou a ser chamado de Gauliga, com o Schalke como sua grande força, com direito a seis títulos nesse período.

Já em 1937/38, após passar pelas chaves com apenas times de origem austríaca, o Rapid Viena já tinha dado o seu primeiro recado na Copa da Alemanha. A equipe avançou até a final e derrotou o SV Frankfurt com gols nos acréscimos.

Chegamos a 1941 e, novamente, a equipe de Viena conseguiu ultrapassar as equipes alemãs até atingir a grande decisão do Campeonato Alemão, ou a Gauliga. O rival, como era de se esperar, foi o imponente Schalke...

Futebol e guerra

No dia 22 de junho, o estádio Olímpico de Berlim recebeu quase 100 mil pessoas, entre eles centenas de oficiais do Partido Nazista, para aquele que poderia ser o tricampeonato consecutivo do Schalke.

A partida até se encaminhava nesse sentido. Os Azuis Reais abriram o marcador logo aos seis minutos, com Heinz Hinz, e ampliaram no minuto seguinte com Eppenhoff.

Depois do intervalo, o Schalke rapidamente colocou o 3 a 0 no placar novamente com Hinz. A festa nas arquibancadas era de uma equipe já campeã, porém a reação do outro lado deixou a todos incrédulos.

Georg Schors diminuiu aos 17 e, então, surgiu a estrela de Franz Binder, centroavante da seleção da Áustria e que, de maneira forçada, também defendeu a Alemanha antes de se aposentar pelo seu país de origem com partidas já em 1947. 

Em pouco mais de dez minutos, o atacante marcou o segundo gol do Rapid Viena, empatou de pênalti, e decidiu a partida com um hat-trick aos 30 minutos da etapa complementar.

O dia 22 de junho de 1941 representaria, curiosamente, também o início do fim das pretensões de dominação mundial de Hitler. Neste mesmo dia o ditador iniciava uma invasão a União Soviética. 

Na denominada Operação Barbarossa, a Alemanha esperava que os soviéticos fossem derrotados em algumas semanas de batalha, assim como havia feito com a Polônia, França e Holanda. No entanto, ao subestimar o inimigo e as terríveis condições meteorológicas, os alemães viram o objetivo do Terceiro Reich ruir.

De uma certa maneira, o futebol também ajudaria a mostrar a imagem de fraqueza em meio ao horror que foi o nazismo. Rapid Viena, o clube da Áustria campeão alemão no campo inimigo.

Comentários

Quer comentar? Basta registrar-se!
motivo:
EAinda não foram registrados comentários…
Links Relacionados