Veja quais são os dois times do Brasileirão que não promovem casas de apostas

05/08/2021

As casas de apostas esportivas estão se consolidando como as principais patrocinadoras do futebol brasileiro. O número de contratos entre empresas e clubes do país não para de crescer. Com isso, são poucas as equipes que ainda não possuem parcerias com este mercado.

Atualmente apenas dois clubes da Série A do futebol brasileiro não têm algum tipo de acordo comercial com um site de apostas esportivas. Ou seja, eles não são patrocinados nem na camisa e nem em algum outro contrato, como de divulgação nas redes sociais. São os casos de Juventude e Cuiabá, na primeira divisão.

Considerando os gigantes que estão na Série B, somente o Botafogo seria incluído nessa lista. Porém, o Alvinegro chegou a ser patrocinado pelo site Casa de Apostas em 2020. A marca também estampou a camisa do Santos até maio de 2021, mas foi substituída pela Dafabet.

Tendência de sucesso

O fato de poucos times (ainda) não serem patrocinados por casas de apostas indica uma forte tendência deste mercado em investir no futebol brasileiro. Até o começo de junho deste ano, eram sete (7) as equipes que não tinham um acordo com o setor. Passados menos de dois meses, o número despencou para dois (2).

Além disso, a ausência do Juventude e do Cuiabá na lista de patrocinados é mais explicada, principalmente, por serem clubes que não estavam na Série A. A equipe gaúcha não disputava a elite desde 2007, enquanto o time mato-grossense faz a estreia na competição. Desta forma, não será surpresa se chegarem a assinar algum patrocínio até o final do Brasileirão.

Um ponto importante é que atualmente nem todos os contratos são feitos com a exposição da marca da casa de apostas na camisa dos clubes. Embora muitos espaços no uniforme sejam usados para os patrocínios, são cada vez mais comuns outros tipos de acordos. No caso das apostas esportivas, por exemplo, uma grande procura é pela divulgação nas redes sociais.

O volume de acordos entre clubes e casas de apostas esportivas cresce em ritmo semelhante ao do mercado e também ao dos debates sobre a regulamentação do setor no Brasil.

A primeira grande alteração neste sentido aconteceu em dezembro de 2018, quando o Governo liberou as apostas esportivas no país. Foi a partir desta decisão que os sites começaram a procurar os clubes, pois passavam a ter autorização para estampar a marca na camisa, assim como os times poderiam divulgar nas redes sem qualquer tipo de restrição.

Hoje os jogadores já podem fazer seus palpites em operadores com sede e registro em algum órgão internacional, como apostar na Vbet, Betwarrior Apostas e Sportsbet no Brasil. Os sites permitem ainda que os brasileiros apostem com facilidade e comodidade, contando com atendimento em português e aplicativo para apostar disponível a qualquer momento.

Em países que possuem uma legislação para este setor há mais tempo, como na Inglaterra, os sites de apostas esportivas são os patrocinadores principais da grande maioria dos clubes das quatro primeiras divisões. A expectativa é que o Brasil siga uma trajetória semelhante nos próximos anos.