Siga o instagram do oGol
história
Biografia Jogadores

Scholes: o genial pupilo de Ferguson

Texto por Carlos Ramos
l0
E0
Segundo o lendário técnico inglês Sir Alex Ferguson, em sua autobiografia, Paul Scholes era tão melhor que os outros que, às vezes, se sentia entediado em campo e acabava se desligando do jogo. Mas nem sempre foi assim. Nem sempre Scholes foi um notável. 

Nas divisões de base do Manchester United, Alex Ferguson não conseguia, literalmente, enxergar o jovem atleta, tão franzino que era questionável se se tornaria um jogador algum dia. Se tornou, de fato, e que jogador.... 

Gênio do meio-campo

Antes de se tornar "o melhor meia inglês desde Bobby Charlton", segundo Ferguson, Scholes teve de deixar de ser o menino franzino. Não demorou muito: logo na estreia, marcou dois gols, em 21 de setembro de 1994, contra o Port Vale, pela Copa da Liga. Na estreia na Premier League, também balançou as redes, apesar de o United ter perdido para o Ipswich Town.

As coisas foram acontecendo de forma rápida para Scholes. O menino logo ganharia a admiração de Ferguson, estreando na Liga dos Campeões contra o Barcelona, e marcando seu primeiro gol em Old Trafford (diante do Coventry City).

Apesar de ter feito sete gols na temporada inicial pelo United (em 25 jogos) e 14 na segunda (ao longo de 31 partidas), e de ter um ápice de 20 gols em uma temporada, Scholes ficou marcado mais pela genialidade no meio-campo do que pelos tentos. 

Zinedine Zidane, o mestre francês, dizia que Scholes tinha "uma classe própria". O zagueiro Rio Ferdinand considera o meia "um dos jogadores mais talentosos" com quem jogou. Com sua técnica, dominava o meio. Com passes brilhantes, fazia o jogo caminhar na direção que queria. 

Craque não basta para seleção

Scholes foi jogador importante também para a seleção inglesa, embora não tenha conseguido acabar com o jejum de títulos do país. Jogou duas Copas (1998 e 2002) e duas Eurocopas (2000 e 2004) só porque quis, porque poderia ter atuado bem mais se não houvesse tomado a decisão de não defender mais o país a partir de 2004. 

Fabio Capello tentou convencer Scholes de que ele seria figura importante para o English Team na Copa de 2010, mas não conseguiu. Em uma época que a dúvida era como fazer Lampard jogar com Gerrard, a solução poderia ter sido colocar Scholes entre eles para equilibrar o setor. 

No total, Scholes fez 66 jogos e marcou 14 gols pela Inglaterra. Faltou um título defendendo a seleção, mas, por outro lado, sobraram conquistas com Sir Alex Ferguson no Manchester United. 

Títulos e recordes

Ao longo dos anos, Scholes foi quebrando recordes e mais recordes. Na história do Manchester United, é o terceiro jogador com mais partidas pelo clube, com 718 jogos, superado apenas por Bobby Charlton e Ryan Giggs. 

O meia ficou à beira de completar 500 jogos no Campeonato Inglês (foram 499 partidas). Em títulos, é o segundo jogador com mais troféus da competição (11), perdendo apenas para Ryan Giggs (13). 

Scholes conquistou ainda duas Ligas dos Campões, um Intercontinental e um Mundial, três Copas da Liga e três Copas da Inglaterra, e sete Supercopas. Tudo por um clube só, o Manchester United. 

A separação entre Scholes e United foi difícil de acontecer. Ferguson fez o meia repensar várias vezes a aposentadoria. Ao fim da temporada 2010/11, Scholes pendurou as chuteiras, mas voltou a jogar em janeiro de 2012 para encerrar a carreira com outro título inglês. Na época, Scholes disse que sentia falta do futebol. Hoje, é o futebol que sente falta de Scholes. 

Fotografias(5)

Lista
Comentários (0)
Tenha em atenção as Regras de Conduta antes de escrever o seu comentário. Se não as conhece poderá ser uma boa oportunidade para o fazer aqui.
motivo:
EAinda não foram registrados comentários…
Links Relacionados
Estádio
Old Trafford
Old Trafford
Inglaterra
Manchester
Lotação75643
Medidas105x68m
Ano de Inauguração1910