história
Biografia Jogadores

Tarciso: a Flecha Negra Imortal

2018/12/05 13:34
Texto por Carlos Ramos
l0
E0
Tarciso será daqueles jogadores lembrados para sempre em um clube. Começou a carreira no America, mas se tornou Imortal em Porto Alegre, vestindo como poucos a camisa tricolor do Grêmio. Tanto que se tornou único: a Flecha Negra. 

Flecha Negra porque era veloz como poucos. E habilidoso... Assim, fez os gaúchos o tirarem do America. Chegou no Grêmio em 1973, em período que o clube vivia seca de títulos e via o Internacional dominar o Estado. Tudo isso mudaria com uma flechada. 

A flechada, entretanto, demorou um pouco. No início, Tarciso apanhava de Figueroa, viril defensor colorado; e o Grêmio apanhava do Inter. Até que, em 1977, tudo começou a mudar. Foi o ano da reviravolta no Estádio Olímpico. 

A reviravolta gremista 

Na final do Campeonato Gaúcho de 1977, Grêmio e Inter decidiam o Gáucho no Olímpico. O Colorado vinha de oito títulos seguidos. Até que houve um pênalti para o Tricolor. Tarciso, já com moral no time, pegou a bola, mas errou a cobrança. André Catimba acabou salvando Tarciso: marcou o gol do título e encerrou o jejum gremista. 

A partir de então, o Grêmio, com Tarciso e outros ídolos, se tornou um gigante também no Brasil e no Mundo. Com a Flecha Negra destrinchando as defesas inimigas, o Tricolor foi campeão brasileiro pela primeira vez em 1981 e vice em 1982. 

Em 1983, o ponta viveu, com protagonismo, o grande ano da história do clube. Foi titular e infernizou as defesas inimigas, junto com Renato Gaúcho, nos títulos da Libertadores e do Mundial, os mais importantes da história tricolor. 

A trajetória de Tarciso no Olímpico foi longa, e o jogador ficou marcado como o jogador com mais jogos na história do clube, tendo disputado 721 jogos. Pelas contas do Tricolor, Tarciso é o segundo maior goleador da história da equipe, com 226 tentos. Além do Brasileiro, Libertadores e Mundial, o atacante foi campeão gaúcho cinco vezes. 

Tarciso além do Grêmio

Além de América e Grêmio, Tarciso defendeu ainda outras quatro equipes brasileiras: Goiás, Coritiba, São José e Goiânia, seu último clube, em 1990. Pelo Goiás, foi campeão goiano duas vezes. O ponta jogou ainda a Libertadores pelo Cerro Porteño, do Paraguai. 

Tarciso chegou também até a seleção brasileira. Foram apenas dois jogos: um amistoso contra a França em 1978 e uma partida da Copa América de 1979. Depois de se aposentar, em 1990, seguiu carreira como empresário e político em Porto Alegre. Faleceu em 05 de dezembro de 2018, vítima de um tumor ósseo. 

Comentários (0)
Tenha em atenção as Regras de Conduta antes de escrever o seu comentário. Se não as conhece poderá ser uma boa oportunidade para o fazer aqui.
motivo:
EAinda não foram registrados comentários…
Links Relacionados
Jogador
Equipe