Siga oGol no facebook
        1xBet
        Biografia
        Biografia Treinadores

        Vicente Del Bosque: o treinador que transformou a Espanha em referência

        Texto por ogol.com.br
        l0
        E0

        Vicente Del Bosque foi um dos técnicos mais vitoriosos do futebol espanhol. Empilhou títulos não só quando comandou o Real Madrid, como também se tornou o primeiro treinador a levar a Espanha a um título de Copa do Mundo. 

        Antes da carreira como técnico, porém, houve uma bela história como jogador. O volante Del Bosque participou de inúmeras campanhas vitoriosas no Real Madrid. 

        Foi recrutado pelos Merengues junto ao Salmantino, de Salamanca, sua terra natal. Ao lado de Netzer, Velázquez e Pirri, formou um meio-campo de respeito na capital espanhola por mais de uma década. 

        Del Bosque era um meia que tinha visão para organizar o jogo. Levantou nove taças no Santiago Bernabéu, cinco delas de campeão da Liga Espanhola. 

        Disputou, já na reta final da carreira, a Euro de 1980 com a seleção espanhola, a qual defendeu em 14 partidas. Se aposentou em 1984 e começou, no próprio Real Madrid, sua carreira como treinador. 

        Vitórias em Madri

        Ainda na década de 1980, Del Bosque assumiu equipes de base do Real Madrid até ser promovido a diretor das divisões de base. Na temporada 1993/94, assumiu de forma interina o comando técnico do time principal, assim como na temporada seguinte. 

        No final da década, Del Bosque assumiu, de forma efetiva, o comando técnico do Real Madrid. Sua primeira temporada como técnico principal efetivo foi inesquecível. 

        Del Bosque levou o Real Madrid mais uma vez ao topo da Europa com a conquista da Liga dos Campeões, com classificações sofridas contra Manchester United e Bayern de Munique, mas uma incontestável vitória na final diante do Valencia

        O treinador foi o primeiro comandante dos Galácticos dos Merengues. Na virada do século, Florentino Pérez assumiu a presidência do clube e formou um verdadeiro esquadrão. 

        O time, que já tinha nomes como Iker Casillas, Fernando Hierro, Redondo, Roberto Carlos e Raúl, foi se reforçando ao longo dos anos e, na temporada 2001/02, voltou a ser campeão da Europa com a chegada de nomes como Zinedine Zidane e Luís Figo. 

        Em 2002/2003, com Ronaldo, o Fenômeno, Del Bosque conquistou o Campeonato Espanhol e se despediu do Santiago Bernabéu. Depois, teve uma passagem curta pelo Besiktas até assumir o maior desafio da carreira. 

        Del Bosque na Fúria 

        Em 2008, Del Bosque assumiu a seleção espanhola, campeã da Eurocopa naquela temporada com Luís Aragonés. Com um grande time em mãos, talvez a maior inteligência de Del Bosque tenha sido não mudar muito. Afinal, "em time que se ganha, não se mexe". 

        O treinador manteve o estilo de jogo privilegiando a posse de bola e até reforçou isso. Para muitos, a Espanha de Del Bosque era até menos objetiva. Mas as conquistas seguiram. 

        O início gerou até certas dúvidas, com uma eliminação nas semifinais da Copa das Confederações de 2007 para os Estados Unidos. E mesmo depois da grande campanha nas Eliminatórias, a Espanha estreou na Copa disputada na África do Sul com derrota para a Suíça. 

        Mas nunca Del Bosque abriu mão de suas convicções. Manteve a valorização da posse de bola e assim a Espanha foi derrubando os rivais, um a um, contando muitas vezes com os gols de David Villa. 

        Apesar de vitórias magras, a Espanha envolvia os rivais e foi assim que chegou até a final, contra a Holanda. Era um título inédito colocado em jogo em um palco inédito. 

        O jogo, amarrado, só foi decidido na prorrogação. Só foi decidido por Andrés Iniesta, um dos homens que mais refletiam as ideias de Del Bosque em campo. A Espanha, de Del Bosque, era campeã do mundo. 

        Del Bosque comandou um dos maiores esquadrões do futebol mundial, que se manteria no topo nos anos seguintes. A Espanha seguiu dominando o mundo pelo menos até 2012. Foi quando ganhou, novamente, a Eurocopa. 

        O grande sucesso de Del Bosque foi conseguir motivar os jogadores mesmo após grandes conquistas. Mas o limite foi mesmo 2012, já que os revezes começaram a aparecer a seguir. 

        Em 2013, por exemplo, a Espanha acabou perdendo a Copa das Confederações, no Maracanã, com uma categórica vitória da seleção brasileira. 

        O time sucumbiu, também, na Copa disputada no Brasil. Del Bosque, que já fora eleito o melhor técnico do mundo, já não conseguia colocara a Espanha no topo. Resolveu, então, deixar a seleção e deixar os bancos de reservas. Mas os anos de Del Bosque foram dos mais vitoriosos no futebol... 

        D

        Fotografias(26)

        Vicente del Bosque (ESP)
        Comentários (0)
        Tenha em atenção as Regras de Conduta antes de escrever o seu comentário. Se não as conhece poderá ser uma boa oportunidade para o fazer aqui.
        motivo:
        EAinda não foram registrados comentários…
        Links Relacionados