Siga oGol no facebook
        1xBet
        Biografia
        Biografia Jogadores

        Roger Milla: o artilheiro da alegria

        Texto por Ryann Gomes
        l0
        E0

        Roger Milla nasceu em Yaoundé, no dia 20 de maio de 1952, e encantou o mundo jogando pela Seleção Nacional de Camarões. Dono de uma técnica apurada, com uma combinação de simplicidade e talento, Milla se destacou por traduzir na bola o espírito de alegria do continente africano.

        Humilde filho de um ferroviário, Milla passou a infância mudando de casa, de cidade em cidade, de escola em escola, como um prenúncio do que viria a ser a sua carreira, também pontuada por altos e baixos.

        Do sucesso local para a França

        Jogando primeiro no Eclair de Douala, um clube da segunda maior cidade do país, e encantando depois no Leopards, chegou à seleção camaronesa em 1973. Os seus sucessos no campeonato local e nas competições africanas de clubes ou representando os Leões Indomáveis atraíram a atenção da crítica. Tanto que não causou nenhum espanto quando, no ano seguinte, Milla foi eleito o melhor jogador do continente.

        A  sua carreira seguiu em ascendente e o atacante saltou para a capital, onde jogou pelo histórico Tonnerre Yaoundé. Os muitos gols marcados o credenciaram a jogar na França, onde, primeiramente, no modesto Valenciennes, não fez história. Na temporada seguinte, se transferiu para o Monaco, mas também não conseguiu a sequência que esperava.

        O talento do camaronês sobressaiu quando chegou ao Bastia, principal clube de Milla no Campeonato Francês. O atacante passou quatro anos na Córsega e fazia parte da equipe quando foi convocado à Copa de 1982.

        E, logo em sua primeira temporada, o camaronês já mereceu todo o carinho dos torcedores. O atacante anotou o gol decisivo na final da Copa da França de 1980/81, derrotando o Saint-Étienne de Michel Platini, Johnny Rep, Jacques Santini e Patrick Battiston.

        Em território francês, ainda passaria por Saint-Étienne e Montpellier, onde, somadas as duas passagens, acumulou 77 gols em 172 jogos disputados. 

        Um mito em Copas do Mundo

        Em 1982, na Espanha, na sua primeira aparição em Mundiais, apesar de não ter ido longe com a seleção camaronesa, Milla deixou uma grande impressão de que o melhor estaria por vir. E não é que estava?

        Roger Milla, indiscutivelmente, foi um autêntico jogador de seleção. Basta dizer que o ex-camisa 9 de Camarões participou do histórico jogo contra a Argentina de Diego Armando Maradona. A partida, válida pela abertura da Copa do Mundo da Itália, em 08 de junho de 1990, marcou a derrota da então campeã Argentina, com o gol de Omam.

        Durante o mundial, Milla anotou quatro gols e chamou a atenção com a comemoração, em forma de samba, que, segundo ele, nada mais era do que uma maneira improvisada de homenagear o brasileiro Careca, eliminado por ironia do destino, juntamente com a Seleção Brasileira, pela própria Argentina.

        E como esquecer do icônico lance que Milla protagonizou junto a René Higuita. O goleiro colombiano tentou fintar o atacante, que, atento, desarmou o adversário e, com sorriso no rosto, sacramentou a classificação dos Leões Indomáveis para a glória em Copas do Mundo.

        Com este gol, a Seleção Nacional de Camarões conseguiu, na época, o maior êxito de um time africano dentro de um Mundial. Com arte nos pés, sobreviveu até as quartas-de-final, quando sucumbiu diante dos ingleses. Nenhum time africano havia ido tão longe.

        Quatro anos mais tarde, em 1994, Roger Milla entrou definitivamente para a história das estatísticas da Fifa. Com exatos 42 anos e 39 dias, tornou-se o atleta mais velho a marcar um gol em um mundial de futebol profissional.

        A aposentadoria, no entanto, só apareceu em 1997, às vésperas da Copa da França. Aos 45 anos, pelo time indonésio Putra Samarinda, se despediu dos gramados. Desde, então, Roger Milla tem frequentado os bastidores do esporte com o respeito adquirido em tempos de atleta.

        D

        Fotografias(7)

        Lista
        Comentários (0)
        Tenha em atenção as Regras de Conduta antes de escrever o seu comentário. Se não as conhece poderá ser uma boa oportunidade para o fazer aqui.
        motivo:
        EAinda não foram registrados comentários…