Siga oGol no Twitter
          1xBet
          Biografia
          Biografia Jogadores

          Samuel Eto'o: um dos melhores jogadores africanos de todos os tempos

          Texto por Paulo Mangerotti
          l0
          E0

          É possível debater se outros jogadores africanos foram tão grandes quanto Samuel Eto'o, mas jamais desconsiderar o camaronês dessa lista. O atacante é ídolo do Barcelona e da Internazionale, o maior artilheiro da história de seu país, e um dos jogadores mais letais e vencedores de seu tempo.

          Difícil acreditar que toda essa história quase teve um início 'clandestino' no futebol. É que Eto'o tentou a primeira oportunidade como jogador quando tinha apenas 11 anos, como imigrante ilegal na França, mas falhou. Dois anos depois, voltou ao país e mais uma vez foi para casa de mãos vazias. O sonho de se tornar jogador de futebol só ganharia corpo mesmo em 1997, aos 16 anos, pelo Real Madrid.

          O Real, porém, foi talvez o clube que menos soube aproveitar o talento do atacante. Serviu como uma ponte. Foram somente sete jogos pela equipe principal dos Merengues, em um tempo que o atacante disputava posição com nomes mais consagrados naquela altura, como Raúl, Fernando Morientes, Anelka e Sávio. Azar do Real e sorte para o Mallorca, clube que o contratou na virada para o ano 2000.

          Em uma história tão rica no futebol quanto a do camaronês, pode parecer fácil ignorar a passagem pelo modesto clube espanhol. Certamente, nem Eto'o e nem o Mallorca gostariam disso. As cinco temporadas de sucesso por lá foram o suficiente para o atacante conseguir a primeira grande marca individual da carreira: é, ainda hoje, o maior artilheiro do Mallorca no Campeonato Espanhol.

          Enquanto tudo corria bem em campo pelo Mallorca, Eto'o também era uma das estrelas da geração mais vitoriosa de Camarões. Pela seleção, onde é também o maior artilheiro de sempre, conquistou um ouro olímpico - com direito a gol na final contra a Espanha - e duas Copas Africanas das Nações. Até aqui, parece se desenhar o currículo de um veterano, mas depois todas essas conquistas, aos 23 anos, foi que ele rumou para o auge com a camisa do Barcelona.

          Anos de ouro

          O Barça passava por um período de total reformulação. No ano anterior à chegada de Eto'o, o clube havia contratado Ronaldinho Gaúcho, mas o sucesso não veio de forma imediata. O camaronês parecia ser o que faltava para a magia do Bruxo brilhar ainda mais. Juntos, levaram o Barcelona ao fim de um jejum de cinco anos sem conquistar a Liga Espanhola. E adivinhe? Eto'o foi o artilheiro daquela conquista.

          O melhor ainda estava por vir. Na temporada 2005/06, o Barcelona seria novamente campeão espanhol e Eto'o o artilheiro. Além disso, foi nesta temporada que os Culés encerraram ciclo de 13 anos sem pisar no degrau mais alto do futebol europeu, com o título da Liga dos Campeões. Tanto sucesso não poderia ser refletido de forma diferente: enquanto Ronaldinho, a estrela do Barça, conquistava seu segundo prêmio de Melhor Jogador do Mundo, o camaronês ficava em terceiro no pódio.

          Depois de todo esse período vitorioso sob o comando do técnico holandês Frank Rijkaard, Eto'o teve futuro incerto no Barcelona com a chegada de Pep Guardiola - dado por muitos como responsável pela saída de Deco e Ronaldinho daquela equipe. Mas o camaronês resistiu e comprovou seu valor: ao lado de Lionel Messi, conquistou mais uma vez a Liga dos Campeões.

          Depois de Guardiola, vem José Mourinho

          A idolatria no Barcelona não foi o suficiente para segurar Eto'o lá por mais tempo. O jogador vinha se adaptando a um novo estilo de jogo, já que Guardiola utilizada Messi como um falso 9. Rápido, inteligente e um finalizador nato, o camaronês vinha cumprindo sua nova missão com sucesso, mas a ligação de José Mourinho o levaria a alçar novamente voos mais altos.

          Pela Internazionale, Eto'o formou uma dupla de ataque mortal com Diego Milito. Os gols do camaronês e do argentino ajudaram a Inter a conquistar tudo a nível nacional e também uma Champions League: a quarta para o currículo de Eto'o, que também esteve presente, ainda que com apenas três jogos saindo do banco, no título de 2000 do Real Madrid.

          Aos 31 anos, ao deixar o futebol italiano, o atacante se tornaria aí um andarilho do futebol. Passou três anos na Rússia, sem grandes holofotes, reencontrou José Mourinho em uma rápida passagem pelo Chelsea, e ainda jogou na Turquia e no Catar, até se aposentar ao final da temporada 2018/19.

          Eto'o foi um dos melhores de sua geração, e dos que conseguiu por mais tempo se manter em alto nível. Deixou saudades desde o Mallorca até a Internazionale, fez gols por onde passou. Foi o primeiro africano três vezes consecutivas nomeado como jogador do ano do continente, e o maior vencedor da honraria, ao lado de Yaya Touré. Portanto, quando alguém disser que Eto'o foi o melhor jogador africano de todos os tempos, é melhor não desconsiderar.

          D

          Fotografias(50)

          Samuel Eto’o (CMR)
          Samuel Eto’o (CMR)
          Lista
          Comentários (0)
          Tenha em atenção as Regras de Conduta antes de escrever o seu comentário. Se não as conhece poderá ser uma boa oportunidade para o fazer aqui.
          motivo:
          EAinda não foram registrados comentários…
          Links Relacionados