Siga oGol no Twitter
história
Jogos marcantes

O primeiro título alemão no Milagre de Berna

Texto por ogol.com.br
l0
E0
O ano era 1954. Berna era a cidade que recebia a final da Copa do Mundo. Em campo, um time que encantava o mundo e era o absoluto favorito. Do outro lado, uma seleção desacreditada, que defendia um país que buscava se reerguer depois do inferno vivido na Segunda Guerra. O que aconteceu virou filme e entrou para a história. 

Na campanha até a final, a Hungria havia deixado pelo caminho o Brasil, vice-campeão na Copa anterior, e o poderoso Uruguaio, que defendia o título na Suíça. Os húngaros estavam sem perder desde 1950 e eram totais favoritos ao título contra uma Alemanha que surpreendia a todos. 

Os alemães chegaram a enfiar 6 a 1 na Áustria na semifinal e despontaram em Berna como a sensação da Copa. Mas ainda assim viam do outro lado o time invicto há anos, campeão olímpico dois anos antes em uma campanha recheada de goleadas. E muita gente esperava uma goleada para a final. 

O milagre de Berna

Até pelo início de jogo. Chovia muito em Berna e os húngaros prometiam uma chuva de gols com dois tentos em menos de dez minutos. Puskás, com arremate firme de canhota, e Czibor, depois de deixar o goleiro Turek pelo caminho, adiantaram a seleção favorita e deixaram o título ainda mais perto. Só que, ao contrário de tudo o que se esperava, a Alemanha reagiu. 

A reação foi tão fulminante quanto o início húngaro: Max Morlock deu o primeiro aviso em um gol "chorado", e Helmut Rahn empatou. 2 a 2 em menos de 20 minutos de partida. A chuva de gols apareceu, mas para os dois lados. E o mundo viu uma das melhores finais da história das Copas. 

A partir de então, a pressão de Puskás e companhia em busca da vitória foi enorme. Turek, experiente goleiro alemão do Fortuna Düsseldorf, fez grandes defesas, e até a trave salvou. A Hungria tentou, martelou, mas nada de recuperar a vantagem no marcador. 

Até que, faltando cinco minutos para o fim, Rahn reapareceu. O atacante ficou com sobra de bola na entrada da área, levou para a perna esquerda e bateu no cantinho, sem que Grosics alcançasse a bola. Estava escrita a história, e a Alemanha era, pela primeira vez, campeã do mundo, na virada que ficou conhecida como "O Milagre de Berna". 

Comentários (0)
Tenha em atenção as Regras de Conduta antes de escrever o seu comentário. Se não as conhece poderá ser uma boa oportunidade para o fazer aqui.
motivo:
EAinda não foram registrados comentários…
jogos históricos
U Domingo, 04 Julho 1954 - 17:00
Wankdorfstadion
William Ling
3-2
Max Morlock 10'
Helmut Rahn 18' 84'
Ferenc Puskás 6'
Zoltán Czibor 8'
Estádio
Wankdorfstadion
Lotação31784
Medidas-
Ano de Inauguração1925