Siga oGol no Twitter
história
Jogos marcantes

Santos 4 x 5 Flamengo: a bruxaria de Ronaldinho venceu a magia de Neymar

Texto por Carlos Ramos
l0
E0
O ano era 2011, e, mesmo com a concorrência do futebol europeu, alguns craques ainda desfilavam pelos gramados brasileiros. O dia era 27 de julho, o lugar, a Vila Belmiro. O Santos, de Neymar e companhia, enfrentava o Flamengo, de Ronaldinho Gaúcho e companhia. Aquela partida foi uma das mais bem jogadas em solo brasileiro, terminando 5 a 4 para os cariocas. 

Ronaldinho Gaúcho não teve passagem das mais brilhantes no Rio de Janeiro. Já estava em uma época da carreira que brilhava um dia sim, dois não, e três talvez. Mas naquela noite, na Vila Belmiro, o Mago estava motivado. Neymar, ainda garoto, tentou desafiar Ronaldinho, mas não conseguiu. Magia não faltou em uma noite histórica. 

Na altura, era disputada a rodada 12 do Brasileiro daquele ano. Nem Flamengo e nem Santos faziam um Brasileiro memorável, e terminariam o campeonato sem o título. Mas aquele jogo significou muito mais que meros três pontos. 

Magia começa logo cedo

Logo aos quatro minutos, o show começou. Neymar recebeu bola no lado esquerdo do campo, tirou de um, de dois e deixou com Elano. O meia, de Copa do Mundo com a seleção brasileira, lançou para o centroavante Borges, de grande história em Campeonatos Brasileiros. "Matador", Borges mandou para a rede. 

Nos minutos iniciais do jogo, Neymar atropelou um sistema defensivo rubro-negro desatento. Depois de tabelar com Ganso, o craque tentou por cobertura. Felipe evitou, mas a bola sobrou para Neymar. Mesmo caído, sentado, o atacante deu uma bicicleta para Borges. Mais um do artilheiro. 

O lance mais espetacular de Neymar na noite viria com 25 minutos de jogo. Mais uma vez recebendo bola na canhota, o camisa 11 santista passou entre dois defensores, tabelou com Borges e, com um toque de mágica, deixou o histórico zagueiro flamenguista Ronaldo Angelim confuso. Na cara de Felipe, tocou por cima do goleiro, e correu para o abraço celebrando um gol histórico. 

Reação rubro-negra

A vitória santista parecia encaminhada, mas então Ronaldinho, apagado no jogo até ali, resolveu aparecer. Na verdade, a bola procurou Ronaldinho: Luiz Antônio mandou cruzamento despretensioso da direita e, aproveitando falha do goleiro Rafael Cabral, R10 empurrou a bola para dentro. 

Ainda no primeiro tempo, os cariocas conseguiram o segundo gol, em cabeçada de Thiago Neves após cruzamento de Leonardo Moura. Elano poderia ter estragado a reação em cobrança de pênalti, mas, ao tentar cavadinha, parou em Felipe. O meia vivia momento delicado em cobranças de pênalti (chegou a perder na Copa América daquele ano com a seleção). 

O jogo ainda estava no primeiro tempo quando Deivid, de cabeça, conseguiu o empate para os visitantes depois de cobrança de escanteio de Ronaldinho. O jogo incrível da Vila Belmiro ainda teria mais capítulos brilhantes na segunda parte. 

Mais mágica

Neymar reapareceu com outro truque de mágica logo no retorno do intervalo. Léo, lendário lateral santista, fez jogadaça individual e mandou para Neymar, que tirou de David Braz e, com um toque sutil, recolocou o Peixe em vantagem. 

A magia santista foi respondida com bruxaria rubro-negra. O "Bruxo" Ronaldinho cobrou falta por baixo da barreira, em lance antológico, para voltar a deixar tudo igual. Ronaldinho ainda fez o quinto, em chute no cantinho após passe de Thiago Neves, para confirmar uma vitória do Flamengo em jogo que ficou marcado para sempre na história do futebol brasileiro. 

Comentários (0)
Tenha em atenção as Regras de Conduta antes de escrever o seu comentário. Se não as conhece poderá ser uma boa oportunidade para o fazer aqui.
motivo:
EAinda não foram registrados comentários…
jogos históricos
U Quarta, 27 Julho 2011 - 21:50
Urbano Caldeira (Vila Belmiro)
André Luiz Castro
4-5
Borges 5' 16'
Neymar Jr. 26' 51'
Ronaldinho Gaúcho 28' 68' 81'
Thiago Neves 32'
Deivid 44'
Estádio
Urbano Caldeira (Vila Belmiro)
Lotação16068
Medidas105x68
Ano de Inauguração1916