Siga oGol no Twitter
        1xBet
        Biografia

        Vittorio Pozzo: o Velho Maestro

        Texto por Carlos Ramos
        l0
        E0

        Na Itália, bom entendedor de futebol deve conhecer o técnico Vittorio Pozzo. Afinal, o comandante formou a base do futebol no país, definindo como a Itália jogaria e como ela se tornaria uma potência no futebol mundial. Foi com ele que a Azzurra chegou ao topo do mundo. 

        Pozzo conheceu o futebol quando estudava na Inglaterra. De volta ao país de origem, começou a passagem na seleção italiana nas Olimpíadas de 1912 e 1924. Entre elas, trabalhou em Torino e Milan. Até que, no final da década de 1920, chegou na seleção principal. Então, começou a escrever a história do futebol italiano. 

        Naquela época, após não ter viajado ao Uruguai para a Copa do Mundo de 1930, a primeira da história, a seleção italiana seria a anfitriã do Mundial de 1934. O país vivia sob o Fascismo de Benito Mussolini. Nacionalista por convicção, Pozzo comandaria a seleção em um ano importante para o Partido Fascista de Mussolini. O ditador via na Copa do Mundo a ser jogada no país uma importante arma para reforçar seus ideais. 

        Copa sob o Fascismo e título inédito

        Sob os olhares atentos de Mussolini, Pozzo preparava a Itália. Com base no que viu na Inglaterra, influenciado pelo Manchester United, escolheu o WW, em contraponto ao WM usado por seleções mais ofensivas na época. 

        Pozzo moldou uma Itália com pragmatismo e eficiência. No 2-3-2-3, com dois zagueiros e um meia próximo deles, formou a base na qual o futebol no país iria se sustentar nas décadas seguintes. Com ela, conseguiu levar o país ao topo. 

        Os italianos venceram facilmente Grécia e Estados Unidos na primeira fase. Nas quartas, o técnico precisou de Giuseppe Meazza para eliminar a Espanha. Nas semi, a Itália encarou uma das favoritas, a Áustria. Em um gramado alagado, o pragmatismo italiano levou a melhor, vencendo por 1 a 0. 

        Na final, os italianos saíram atrás da Tchecoslováquia já aos 26 do segundo tempo. Pozzo usou seu lado motivador e, faltando menos de dez minutos para o fim, Orsi empatou. Na prorrogação, Schiavio marcou o gol do histórico título: era o primeiro Mundial da Itália. 

        Anos de ouro 

        Dois anos depois, Pozzo levou a Itália ao inédito ouro olímpico no futebol, vencendo novamente a Áustria, e na prorrogação. O técnico levou o futebol do país ao topo do mundo em pouco tempo. 

        Em 1938, para a Copa na França, os italianos chegaram com favoritismo. Pozzo manteve suas ideias, mas a Itália apresentou, em alguns momentos, um jogo mais vistoso. Derrubou os anfitriões nas quartas com um incontestável 3 a 1. Na semifinal, deixou o Brasil, de Leônidas, pelo caminho. 

        Na final, um jogaço contra a Hungria. Em duelo de seis gols, os italianos venceram por 4 a 2, com dois de Piola e dois de Gino Colaussi, para levarem mais um título para casa. Com Pozzo, a Azzurra se tornou gigante no futebol mundial. 

        Depois de dois títulos de Copa e de uma Olimpíada, o futebol perdeu lugar para a Segunda Guerra Mundial. O Velho Maestro não voltaria a dirigir o país em uma Copa. Em 1948, acabou deixando o comando do país após cair para a Dinamarca nas Olimpíadas. 

        Apesar de ideologias controversas fora de campo, que o impediram até de dar nome ao estádio de Turim, as ideias como treinador fizeram de Pozzo um dos maiores da história do esporte e vivem até hoje na Itália. O futebol italiano só é o que é hoje por causa de Pozzo. 

        D

        Fotografias(3)

        Vittorio Pozzo levado em ombros depois da conquista do Mundial
        Vittorio Pozzo (ITA)
        Comentários (0)
        Tenha em atenção as Regras de Conduta antes de escrever o seu comentário. Se não as conhece poderá ser uma boa oportunidade para o fazer aqui.
        motivo:
        EAinda não foram registrados comentários…
        Links Relacionados
        Equipe
        Treinador