Siga o canal do youtube do ogol.com.br
Futebol Internacional
Entrevista Ogol
Brasileiro mora na China e joga em Hong Kong

A marmita na Dinamarca e a tocaia em Portugal: a história do atacante Tiago Leonço

2020/02/19 09:42
Texto por Carlos Ramos
E3

Portugal, Dinamarca, Chipre e Hong Kong... O passaporte de Tiago Leonço tem vários carimbos, e na bagagem, são muitas as histórias. Da tocaia em Portugal, passando pela marmita na Dinamarca até chegar em Hong Kong, ou melhor, na China. O brasileiro, que vive em Guangzhou, mas joga a liga honconguesa, participou na terça-feira do podcast oGol Pelo Mundo e falou sobre suas andanças pelo mundo. 

Como para muitos brasileiros, Portugal foi a porta de entrada de Tiago. Lá, jogou nos Açores, no Porto e em Faro. Sua primeira experiência, na Ilha, foi boa: 38 jogos e seis gols pelo Santa Clara. Na temporada seguinte, se mudou para o Porto, mas sofreu com a falta de salários no Leixões. Quase sofreu, inclusive, com a violência física de torcedores. O atacante, que confessou ter ficado cinco meses sem receber, passou ileso a uma tocaia de "torcedores" após um jogo fora de casa. 

"Os torcedores, no meio do jogo, começaram a gritar que a gente tinha vendido o jogo. Eu não sabia se algum jogador tinha vendido. Eles ameaçaram pegar a gente na volta para casa. A gente voltou de ônibus, quando chegou no estádio, com medo, descemos do ônibus e, no que a gente desceu, os caras começaram a sair de trás de pilastras, umas cinquenta cabeças, e começaram a peitar. Ficaram no portão de estádio e olhavam para os carros que vinham saindo. Tipo um pedágio: viam quem estava dentro e falavam: 'Tu pode ir embora. Não, tu estaciona que vamos falar contigo'. O treinador nosso da época pediu para ir embora porque disse que estava com medo, fora ameaçado", confessou o brasileiro, que conseguiu passar no "pedágio" junto com outros compatriotas. 

A marmita na Dinamarca

Ainda em Portugal, Tiago jogou ainda no Algarve jogar pelo Farense, onde marcou quatro gols em 24 partidas. Depois, se mudou para a Dinamarca para jogar no Vendsyssel. Quem pensa que na Dinamarca só se vive de luxo, está enganado. 

"O custo de vida é muito alto na Dinamarca. Aluguel, comida, o imposto é de 48 % (sobre o salário). Eu recebia pela metade. A gente nunca espera (risos). Era um país caro de viver, mas bom. Me provia tudo. A única coisa ruim era o imposto, e a temperatura", conta Tiago. 

O brasileiro era destaque em campo pelos gols. Fora das quatro linhas, iniciou uma verdadeira "revolução" no refeitório do Vendsyssel. A história, bizarra e engraçada, mas real, acabou provocando a reação da própria diretoria do clube. 

"O clube oferecia alimentação. Mas era tipo assim: se você treinava de tarde, eles davam a janta. Treinava de manhã, dava o almoço. Mas eu era brasileiro malandro: levava sempre aquela marmitinha para o dia. Aí todos os jogadores começaram a ver e começaram a trazer um pote junto (risos)", começou a contar Tiago. 

"Eles respeitavam estrangeiro. Aí um dia um diretor, como viu que todo mundo estava levando marmita, acho que o cara da cozinha começou a reclamar, e o diretor veio falar para não trazer. Mas eu falei: 'eu não, vou continuar levando, sim. Não quero saber não' (risos)", brincou sobre o episódio. 

Da marmita na Dinamarca, com uma temporada de 16 gols em 37 jogos entre liga e Copa, e quase um acesso, Tiago Leonço foi para o Chipre. Lá, brinca que saiu da "marmita" para os almoços de graça em restaurantes após brilhar em um clássico de Limassol pelo AEL.  

"Entrei em dois jogos, acho, e no clássico, o treinador, que era português e que me levou (Bruno Baltazar) me colocou no clássico, contra o Appollon. Primeiro tempo truncado, 30 mil pessoas no estádio. Jogava para 1000, 1500 pessoas na Dinamarca. A torcida era louca (no Chipre), enlouquecida. Nesse jogo, fiz um gol. Acabei caindo na graça da torcida. Eu ia em restaurante, não pagava. Aí eu já parti da marmita para não pagar no restaurante", brinca. 

O coronavírus e os jogos em Hong Kong

Foram quatro gols em 11 jogos no Chipre. Tiago deixou o país em 2018 para, pela primeira vez, rumar ao futebol asiático. Se mudou para a China, mas para atuar na liga honconguesa no R&F, onde ainda continua a atuar. 

"Surgiu um empresário australiano perguntando se queria jogar na Ásia. Falei: 'quero, claro'. Sabendo que na Ásia tem dinheiro... Fiquei um tempo no AEL, mas não jogava. O diretor falou com o treinador: 'se o cara não jogar, não vamos conseguir proposta por ele'. Um dia estava na preleção, não esperava jogar, e o treinador falou que ia jogar. Joguei, fiz dois gols, a gente ganhou 2 a 1. Foi em um sábado. Na segunda, o empresário veio com proposta. Estava dois meses sem receber, mas o presidente ainda fez doce, e no fim, ainda bem, acertaram a venda".

O R&F de Tiago é do mesmo dono do time chinês de mesmo nome, na cidade de Guangzhou. O atacante, que marcou três gols em oito jogos da atual Premier League de Hong Kong, conta que treina na China, embora jogue em Hong Kong. 

"A gente mora na China, treina na China, no mesmo CT do Guangzhou R&F chinês. Treinamos com os caras. Com Moussa Dembélé, Zahavi, Renatinho, os brasileiros... Na época que cheguei era o Júnior Urso, que acabou saindo... Estrutura boa, salário bom, paga em dia, muito diferente do que tinha experimentado antes. A gente vem só em Hong Kong para jogar. Vem um dia antes, fica em hotel, joga e vai embora". 

Sobre a atual epidemia do coronavírus, Tiago não se mostrou muito preocupado, acreditando na resolução do governo local. O jogador está com a delegação do R&F em um hotel em Hong Kong se preparando para o restante da temporada. 

"Em Guangzhou, acho que foram pouco mais de 300 casos, nenhuma morte, e 142 pessoas já se recuperaram. Tem o epicentro, Wuhan, que nem se compara com o que acontece aqui. Agora estava um pouco complicado, porque nosso clube teve de vir para Hong Kong. Estamos em um hotel para poder continuar o campeonato". 

Brasil
Tiago de Leonço
NomeTiago de Leonço
Data de Nascimento1992-11-11(27 anos)
Nacionalidade
Brasil
Brasil
PosiçãoAtacante (Centroavante)

Fotografias(14)

Comentários (3)
Tenha em atenção as Regras de Conduta antes de escrever o seu comentário. Se não as conhece poderá ser uma boa oportunidade para o fazer aqui.
motivo:
Marmita
2020-02-20 12h13m por JP_Tricolor
Tem de levar marmita mesmo, melhor que passar fome ou ficar sem grana KKKK
Podcast
2020-02-19 10h57m por Okocha10
Ouvi ontem no podcast, esse cara é resenha demais
PI
Brasileiros pelo mundo
2020-02-19 10h04m por Piranho
Muito boa a matéria com o Tiago Leonço, mostra bem que o mundo do futebol é cheio de perrengues. Boa sorte ao Tiago, que arrume uma boa grana lá na Ásia.
Links Relacionados
Jogador
Equipe
Futebol Nacional
Lateral em fim de contrato na Turquia
Mariano está em fim de contrato com o Galatasaray e um retorno ao Brasil não está descartado. Com o Atlético Mineiro interessado nos serviços do lateral direito, o ...
ÚLTIMOS COMENTÁRIOS
grandejogadoor 05-04-2020, 02:13
WillNefalem 04-04-2020, 23:28