Siga o instagram do oGol

Error message here!

Error message here!

Esqueceu-se password?

Perdeu a password? Introduza o seu endereço de email. Irá receber um link para criar uma nova password.

Error message here!

Voltar ao login

San LorenzoArgentina
ArgentinaPatronato
TalleresArgentina
ArgentinaVélez Sarsfield
Defensa y JusticiaArgentina
ArgentinaEstudiantes
Seleção Brasileira
ESPECIAL
Primeiros 'estrangeiros' fizeram história em Rio e São Paulo

Casemiro e Pullen: os antecessores de Andreas há mais de um século na seleção

2018/09/13 13:38
Texto por Carlos Ramos, com Vasco Souza
E0

Filho do atacante Marcos Pereira, que fez sucesso no futebol belga, o meia brasileiro Andreas Pereira nasceu em Duffel. Mesmo assim, optou por defender no futebol o país do pai e, nesta semana, acabou estreando na seleção brasileira, em amistoso contra El Salvador. A equipe de oGol foi a fundo na pesquisa na base de dados do site e em arquivos da CBF para revelar a história dos jogadores não nascidos no Brasil que defenderam a seleção, e descobrimos que Andreas quebrou um tabu de mais de um século. 

Só outros dois jogadores não nascidos no Brasil defenderam a seleção em partidas oficiais: o português Casemiro do Amaral, natural de Lisboa, e o inglês Sidney Pullen, que veio de Southampton para fazer história no futebol brasileiro. 

Contemporâneos, Casemiro e Pullen haviam sido os últimos "estrangeiros" a atuarem com a camisa canarinho. Ambos disputaram a Copa América de 1916 com o país (o meia inglês fez três jogos, o goleiro lisboeta, dois). 

Pullen fez história no futebol carioca ao conquistar o título do Carioca por Paysandu e Flamengo, nos primórdios do esporte no país, ainda amador. Casemiro, apesar de ter começado no América, jogou grande parte da carreira no futebol paulista, conquistando o primeiro título estadual do Corinthians, em 1914. 

Casemiro, por sinal, foi o último não nascido no Brasil a jogar uma partida oficial pela seleção brasileira. O goleiro jogou pelo país também a Copa América de 1917, fazendo três jogos na competição, o último deles contra o Chile

Adolpho Milman, o Russo, jogou a Copa América de 1941 pelo Brasil, atuando na vitória por 2 a 1 sobre o Peru. Só que o atleta, marcado por títulos cariocas pelo Fluminense, tem nacionalidade desconhecida. Filho de imigrantes russos, o atacante gera dúvidas quanto ao nascimento até na família, sem saber, ao certo, se nasceu em território russo, na Argentina, para onde os pais vieram há décadas atrás, ou em Pelotas, destino seguinte da família. 

O italiano Francisco Police, outro participante do primeiro título paulista do Corinthians, chegou a defender a seleção, mas em um jogo não oficial, contra um combinado de Dublin, em 1918. Mais de 100 anos depois, um belga de sangue brasileiro tenta escrever história na seleção. 

Brasil
Sidney Pullen
NomeSidney McKinley Pullen
Data de Nascimento1895-07-14
Nacionalidade
Brasil
Brasil
Dupla Nacionalidade
Inglaterra
Inglaterra
PosiçãoMeia
Comentários (0)
Tenha em atenção as Regras de Conduta antes de escrever o seu comentário. Se não as conhece poderá ser uma boa oportunidade para o fazer aqui.
motivo:
EAinda não foram registrados comentários…
APOSTAS EM DESTAQUE
1Escolha quanto quer apostar
Aposto
R$
2Escolha suas apostas
Copa Sul-Americana
Quartas mais perto
O Fluminense soube sofrer e conseguiu mostrar eficiência em ataques velozes para exorcizar o fantasma de Quito e vencer o Deportivo Cuenca, por 2 a 0, pela Sul-Americana.
ÚLTIMOS COMENTÁRIOS
CRUZPH 20-09-2018, 12:44
CRUZPH 19-09-2018, 22:46
CRUZPH 19-09-2018, 22:44